“Com certeza a alimentação da minha filha será observada por todos ao redor, mas costumo falar que equilíbrio é a alma do negócio rsrsrs…”
Renata Feliciano

Arquivo pessoal Renata Feliciano

A nossa alimentação na fase da amamentação deve ser diferenciada? Como fazer para aumentar a produção de leite? Hoje nossa conversa é com a Mãe de Salto Agulha Renata Feliciano, nutricionista funcional, mãe da fofíssima Marina (4 meses) que nos revela e desmistifica alguns segredos sobre alimentação da recém mamãe…

Começando pelo pós-parto, na quarentena, devemos ter um cuidado especial na alimentação? Quais são os alimentos mais indicados? E quais devemos evitar?

Desde a gestação a alimentação será fundamental para o desenvolvimento e saúde do bebê, mas relacionando, principalmente, ao pós-parto é importante que haja uma boa ingestão hídrica, acima de 2 litros ao dia, no mínimo, para a correta produção de leite. Além disso, as proteínas nesta fase são fundamentais para recuperação da mãe, principalmente mães de parto cesarianas.Quanto mais variada a cor do prato durante esta fase, melhor o aporte de nutrientes ao bebê também, porém, alguns alimentos devem ser evitados, ou consumidos porcionadamente por serem alimentos sulfurados ( que geram maior produção de gases) como: repolho, brócolis, couve-flor, cebola, alho e feijão.

Existem alimentos ou chás que aumentam a produção de leite? Se sim, pode citar alguns?

Líquidos, principalmente. Ingestão de água acima de 2 litros ao dia e chás como: funcho, chá da mamãe (compra-se pronto), erva-doce e camomila ( além de serem ótimos aliados para as cólicas do bebê).

Mito ou verdade: A alimentação da mãe pode, realmente, gerar cólicas no bebê? 

Os gases apresentados pelo bebê não estão relacionados apenas com a alimentação da mãe. Bebês de até 3 meses costumam ingerir grande quantidade de ar durante as mamadas, o que influencia, significativamente, para a produção de gases e cólicas. Sendo assim, de fato alguns alimentos por já serem conhecidos como alimentos sulfurados aumentarão este processo de cólica. O ideal é sempre colocar o bebê para arrotar e massagear bastante sua barriguinha para eliminar gases com maior facilidade e não ocorrer acúmulo.

Amamentar emagrece? Quanto mais tempo amamentar, mais se emagrece?

Sim, todo processo que envolve a produção de leite auxilia para o emagrecimento, porém, após um período este processo estabiliza e o organismo se adapta à esta produção.

Muitas mães ficam longos períodos do dia em jejum, isso pode afetar na produção do leite? Quais os alimentos que podemos ter a mão para comer a qualquer hora?

O que principalmente afetará a produção de leite é a ingestão de líquidos ao longo do dia, a alimentação em si influenciará na qualidade do leite produzido e no aporte de nutrientes fornecido ao bebê, por isso, o ideal é não passar longos períodos em jejum durante a lactação. Frutas, iogurtes, oleaginosas e sucos serão bons aliados durante a correria do dia a dia.

Muitas mães reclamam que conseguem perder 50% do peso adquirido na gestação super rápido, mas depois ficam estagnadas, o que fazer nesses casos e, principalmente, não aumentar o peso novamente?

Logo após o parto é importante aderir a uma boa alimentação e a um aporte calórico maior que o normal, além disso, é muito comum haver um aumento significativo de apetite nesta fase também. Isto é super normal, o bom é que após um determinado período de tempo, nosso organismo se ajusta a produção de leite, e este apetite passa a ser mais controlado. Por isso, as refeições fracionadas ao longo do dia serão coadjuvantes neste processo, além de ser super importante fazer escolhas saudáveis tanto para a mãe quanto para o bebê para que não haja aumento de peso, mantendo um equilíbrio alimentar que ajudará muito durante esta fase.

O que ingerimos na gravidez e nos primeiros meses do bebê (no caso da amamentação), pode afetar a sua preferência alimentar quando começar a comer alimentos sólidos?

O que ingerimos, principalmente, na gravidez influenciará nas preferências do bebê. Porém, mais importante do que isso, é a introdução alimentar correta e adequada, que é o que realmente afetará as suas escolhas.

Para os bebês que tomam fórmula, a mãe poderá seguir qualquer dieta pós-parto?

Sim, os bebês que consomem fórmula não terão influencia da alimentação da mãe.

Você como nutricionista, sente-se mais cobrada para que sua filha tenha uma alimentação correta? Caso ela queira comer brigadeiros, bolacha recheada, salgadinhos (por influência dos amiguinhos ou dos familiares sem noção), como reagir a essas situações?

Com certeza a alimentação da minha filha será observada por todos ao redor, mas costumo falar que equilíbrio é a alma do negócio rsrsrs. Com toda certeza ela irá consumir alguns alimentos dessa classe, porém, quanto mais tarde essa introdução melhor. A pretensão é que ela experimente estes alimentos somente após os dois anos de idade, quanto mais restrição pior acaba sendo, mais tarde isso influenciará para compulsões e tudo mais, principalmente na escola onde a criança não será supervisionada pela mãe.

Como você gostaria que sua filha se lembrasse de você no futuro?

Uma mãe cuidadosa, amorosa, calma e que se importa com o seu desenvolvimento e crescimento.

Para você, ser Mãe de Salto Agulha é…

É dar conta de tudo, trabalho, marido, filhos, casa e ainda se cuidar e manter-se bela.

Arquivo pessoal Renata Feliciano
Arquivo pessoal Renata Feliciano