Que sentimento é esse que tantos comentam, mas ninguém explica direito o que significa…

Perguntei ao meu marido o que ele sentia pelo baby Felipe e ele respondeu: “Não sei explicar o que eu sinto”, e ficou pensativo, quem sabe com medo de que seu amor não fosse esse tal incondicional… mas Amor,  engano seu, pois eu sim consigo enxergar direitinho esse amor, sabe onde?

Todas as manhãs em que você acorda feliz ás 6h da manhã para trocar fralda (logo você que odiava ser acordado cedo), em cada suspiro diferente do baby em que você prontamente acorda e levanta, em cada banho em que você dá e que parece ser o melhor momento de todo o seu dia, em cada instante seu com ele que faz ser tão divertido que enche o coração de qualquer um que vê, em cada gargalhada dele que você me cutuca para ver também!

Sim, é um sentimento arrebatador mesmo meu Amor, e não há explicação não, a gente sente sem querer….

A gente sente em cada instante do dia ao zelar seu sono e morrer de saudade quando ele dorme um pouquinho a mais, em cada sorriso banguela que ele dá que faz o nosso coração transbordar de felicidade, em cada novo progresso que nos faz acreditar que ele é bem mais avançado e esperto que todos os outros bebês do mundo, em cada biquinho de choro que faz a gente querer chorar junto, em cada mamada da madrugada que nos tira o sono e nos faz entrar em alpha olhando seu rostinho, em cada vibração de alegria pelo cocô explosivo às 5h da manhã (depois de 3 dias trancado), em cada pum e arroto que nos faz transbordar de alegria e satisfação, em cada cheiro azedo que sai dele e que achamos uma delícia (sim, é verdade!), está em cada brinquedo espalhado pela casa, em cada espaço da casa ocupado com suas coisas (aliás a cada inteira é toda dele agora), em cada pensamento de como será seu futuro, em todos os planos em que ele está sempre em primeiro lugar, em cada vídeo, artigo, conversas em que ele é o único assunto envolvido, em cada música que antes não fazia tanto sentido e agora todas lembram você, em cada gesto de proteção que fazemos sem pensar, em cada lágrima de preocupação por algo nem tão grave assim….

Sim, se você ainda não tem filhos, deve estar me achando uma louca e exagerada neh?? Esse tal de amor incondicional, infelizmente, só é sentido quando nos tornamos pais, pois é diferente de todos os amores já sentidos, é diferente do amor de filha, de irmã, de amiga, é incomparável, é único e avassalador! E só entendemos as atitudes dos nossos pais, ao nos tornarmos um deles também, por mais clichê que isso possa aparecer, é a mais pura verdade!

Amor Incondicional é isso tudo e mais um pouco, é infinito, é sentido com todas as partes do nosso corpo e também da alma, é algo simples e complicado e deliciosamente inexplicável! Deu para entender?

By Rô da Rosa