Não, não me pergunte se eu recomendo ser Mãe!! Porque eu, ahhh eu sou uma Mãe de Salto Agulha, sou a “Louca Diferentona”, a “Princesa Kate” da Maternidade….


Vejo tantas histórias  e textos por aí sobre “maternidade real”, que eu fico pensando será que só eu penso diferente? Algumas pessoas me dizem: “Ah mas com esse seu bebê lindo e risonho aí sim,  eu queria ter uns 10 iguais a ele!”

Foto arquivo pessoal

GENTEEEEE, meu bebê é lindo mesmo (hehehe modesta parte), mas ele NÃO é risonho 24h por dia! As fotos que estão no Instagram nem sempre são as primeiras que são tiradas, às vezes são dezenas delas para aproveitar 1 com o sorriso lindo e maravilhoso!!!
O que eu quero dizer com isso?? Que eu minto nas redes sociais? Não, não minto, baby Felipe tem seus momentos diários de fofura e eu não vou expor meu filho em momentos de irritação, prefiro acalentar do que filmar ou fotografar, concordam?

Quero dizer com isso, que meu bebê é NORMAL, ele chora também (e chora bastante!!), fica doente, passa madrugadas no colo, sente dor, sente calor, sente falta da mamãe quando ela está no banho! Sim, meu bebê também faz escândalos quando está cansado, também não quer comer às vezes, também quer ficar pendurado no peito, também estranha algumas pessoas…

Mas em meio à tudo isso, tenho um bebê sim que ri toda vez que faço o sinal de “leite” e “acabou”, que sorri com os olhinhos em cada movimento nosso com a mão ou um som com a boca, que sorri com o corpo todo quando cantamos parabéns, que nos recebe com uma felicidade infinita todas os dias às 6h da manhã! Que gargalha quando a gente quer dormir e ele quer enfiar o dedinho no nosso nariz, que ri quando bate com a colher na mesa, ou quando o kako (nosso cachorro) corre para pegar o bichinho!

E aí, todas essas partes mais difíceis como: noites em claro, preocupação quando o bebê está doente, da comida toda no chão para limpar, dos braços cansados de carregá-lo o dia todo, do trabalho de pensar no que fazer para almoço e janta (às vezes da vontade de deixar só no peito para sempre, não pode??), do corpo que ainda não voltou ao que era antes e tantas outras coisas que TODA mãe passa… me faz ser a mais “Louca Diferentona”, pois eu AGRADEÇO todos os dias por poder passar por tudo isso, sim, como é incrível meu colo ser o acalento para uma noite de febre, como é delicioso carregar meu filho no colo o dia inteiro e poder sentir seu cheirinho de perto, o quanto é prazeiroso ver meu filho explorar, brincar, comer, degustar e se sujar todo com a comida saudável que EU preparo , como meu corpo é perfeito por produzir o líquido mais valioso do Universo!!! Sim eu AGRADEÇO, agradeço muito a oportunidade de poder SER Mãe e de aprender tanta coisa todos os dias!

Por isso, não, não me pergunte se eu recomendo ser MÃE, porque vou dizer bem alto que SIMMMMMMM, que é a coisa mais maravilhosa desse mundo, que apesar dos pesares, o prazer de criar um ser humano é bem, BEM maior! Que a gente se torna uma pessoa melhor, que a gente aprende muito mais que ensina, que você vai ver sentido nos detalhes, vai ver a vida de forma mais leve e divertida e que vai ver como é simples ser feliz…

Mas sei que existem mães e mães e que cada experiência é única! E TUDO BEM!!! Nem todo mundo é obrigada a AMAR ser mãe (não estou falando de amor pelos filhos,  não confundir POR FAVOR), até porque existem situações que nem se pode escolher neh? Ninguém é obrigada a querer passar por essa experiência desafiadora e tudo bem! Tem pessoas que não querem e ponto, e que bom poderem escolher e ter livre arbítrio sobre seu próprio corpo e eu afirmo, siga o seu coração! Não tenha filhos por pressão de NINGUÉM, só você pode decidir o que é melhor para SUA vida!

Compartilho aqui a minha experiência em SER mãe, passar pelos perrengues, agradecer e ainda estar de Salto Agulha (que nem a princesa Kate)! Brincadeirinha (foi só pra foto mesmo, eu uso mesmo é sapatilha..rsrsrs)! O Salto Agulha aqui significa a plenitude e a dor que é passar por tudo isso, o prazer e o sacrifício que enfrentamos todos os dias e a escolha de agradecer ao invés de reclamar!

Mas EU, ahhh EU ficarei sempre com a Beleza, a Magia, o sentimento de poder, o momento tão glamuroso que é usar um Salto Agulha, ops, que é SER MÃE!

Foto arquivo pessoal

Então não, por favor, não me pergunte se eu recomendo ser mãe… como tudo na vida tenha sempre uma segunda, terceira opinião e que a quarta e última seja sempre, sempre a SUA!!!

Texto: Rô da Rosa
Blog: Mães de Salto Agulha
Instagram: @maesdesaltoagulha

3 Comments

  1. Sempre amo seus textos♥️E orgulho de ser sua amiga! Adoro conversar com você e trocar figurinhas sobre mamaezices hahah também acho que ser mãe é maravilhoso!! Apesar de tudo e do cansaço. Vamos que vamos, aprender muito e brincar, apertar e morder muito eles pra sempre para eles serem pequenos do mundão!!

    Sheila
    1. Obrigada minha amiga linda!!!
      Serão para sempre nossos bebês!!! E seguimos sempre aprendendo, confiando e respeitando muito nossos filhos!!
      Te admiro demais também e você é com certeza uma das minhas referências de coomo criar filhos lindos, educados e independentes!!!
      Beijossss

      Roberta da Rosa
  2. Pingback: 10 coisas que só quem é mãe entende! – Mães de Salto Agulha

Comments are closed.